Quando um grupo se junta à hora das refeições, decidir onde comer é, normalmente, um quebra-cabeças. Os fãs de comida oriental votam em asiático, os adeptos dos condimentos, em mexicano. Quem gosta de comida de conforto sugere um restaurante típico, com os vegetarianos a contestar a falta de opções… É uma daquelas situações em que parece impossível agradar a gregos e a troianos.

Felizmente para quem aprecia boas conversas à mesa, os restaurantes fora da caixa são cada vez mais e deixaram de ser exclusivos da capital. Hoje, encontramos experiências gastronómicas diferenciadoras, em diversos pontos do país, que respondem às várias dietas alimentares. Sítios cool, com boa comida, bom ambiente e – o melhor de tudo – sem peso na consciência. Prato a prato, que se palmilhe Portugal!

1. Hibiscus, Braga

Quem, à primeira vista, passa os olhos pelos menus do Hibiscus, no centro da cidade, pode até confundi-lo com um restaurante tradicional. Não é incomum na ementa aparecer “empadão”, “feijoada à transmontana” ou “jardineira”. A surpresa? Aqui, a comida é 100% vegan e 100% deliciosa. O restaurante funciona em modo buffet e há sempre uma mão-cheia de opções para experimentar. Com inspiração na comida tradicional portuguesa, os pratos são um convite até mesmo para as mentes menos abertas à comida vegana.

2. Nola Kitchen, Porto

A comida saudável é o mote desta coffee shop que tem opções variadas para refeições leves, mas cheias de sabor. Dos smoothies às bowls, tudo é pensado para dar o máximo sabor às escolhas. O nome do espaço reflete o propósito: Nola significa no labels, numa ode à comida não processada, sem rótulos e o mais natural possível. No centro da Invicta, o Nola Kitchen destaca-se ainda por opções de brunch inclusivas: há uma versão vegan e uma glúten free. Há tostas, saladas e sopas. Não há como sair com fome!

3. Aconchego do Quintal, São João da Madeira, Aveiro

É um bistrô, mas também uma mercearia. A filosofia deste restaurante é ter “comida de verdade”, proveniente sobretudo do quintal de quem gere o espaço (e assim fica esclarecido o nome). Servem pequenos-almoços, almoços e lanches, nos quais tentam que os produtos sejam sazonais. Há opções sem lacticínios, sem glúten e vegan. A regra, seja qual for a escolha, é que se saia do Aconchego do Quintal com uma experiência de comida com verdadeiro sabor, sem químicos, e com a sustentabilidade a pautar cada prato.

View this post on Instagram

Quem se vai juntar a nós neste #setembrosemcarnept ? Defendemos comida de verdade, sem rótulos. Mas acreditamos que o consumo de carne precisa ser repensado, por razões de ética animal, sustentabilidade e saúde. Sabemos que as queimadas da Amazónia não são exclusivamente resultado da criação de animais, mas cada vez mais esta prática tem sido um trampolim para uma incessante exploração de terras. Sabemos que a principal razão para as monoculturas de soja é a alimentação animal. E isso é tanto um problema de sustentabilidade como de saúde, aliás, ao comermos o animal comemos a soja também. Já para não falar na emissão de gases de efeito de estufa, poluição dos solos e cursos de água, destruição de habitats e perda de biodiversidade. São tantas as razões boas repensarmos o consumo 💚 Por isso, que tal tirarmos um mês para experimentar uma alimentação rica em legumes, cereais, leguminosas, folhas e frutas? Uma alimentação cheia de cores e nutrientes. Uma alimentação que nos ajuda a estarmos mais saudáveis e vitais? Vamos ajudar por aqui :) venham connosco! #aconchegodoquintal #comidadeverdade #docampoàmesa

A post shared by Aconchego do Quintal (@aconchego.do.quintal) on

4. VHITA FIT Healthy Food, Coimbra

Esta é a resposta para as mais variadas situações. Costuma treinar e não sabe o que comer antes ou depois do exercício? Há snacks pré e pós-treino. Quer uma refeição leve? Há saladas, sopas e sandes. Quer uma alimentação mais saudável, mas não há tempo ou paciência para cozinhar? Há serviço de take away, com ementa semanal! O restaurante nasceu da paixão da chef Natália pelo desporto e pela alimentação saudável, e ajuda todos a seguir um regime alimentar mais equilibrado.

5. Veganapati, Lisboa

No coração da capital, o Veganapati não engana. É 100% vegan. O nome é a junção de vegan com Ganapati,a entidade sagrada hindu com cabeça de elefante. O seu simbolismo é a ligação do supremo à natureza. De refeições mais leves, como saladas ou tostas, aos deliciosos hambúrgueres ou às surpreendentes bolas de alheira veganas, o sabor e o ambiente vão pedir para bem mais do que uma visita!

6. Terceiro Tempo, Évora

Aqui não há comida tipicamente alentejana, ainda que este restaurante se situe no coração de Évora. O Terceiro Tempo é a oportunidade perfeita para uma experiência gastronómica disruptiva, com ingredientes tradicionais em conjugações arrojadas. Há pratos para todos os paladares. Dê uma vista de olhos à ementa. Se algo lhe agrada, o melhor é mesmo ir. É que, em três tempos, a ementa muda! É uma constante de surpresas, o que só dá motivos para voltar, e voltar, e voltar…

7. Burgers & Bowls, Faro

Basta olhar para o nome para saber ao que vai. Neste restaurante, Oriente e Ocidente convivem alegremente, entre hambúrgueres e comida na taça. O Burgers & Bowls tem opções que agradam mesmo aos mais peculiares. Há hambúrgueres de carne branca e vermelha, de peixe ou vegetarianos. Nas bowls, destacamos a Alesund, porque não há nada que remeta mais a Portugal que o típico bacalhau, aqui num prato surpreendente. O mote do restaurante é, claro, a alimentação com ingredientes locais e naturais, numa cozinha do mundo.

8. Rotas da Ilha Verde, São Miguel, Açores

Este restaurante surgiu como uma lufada de ar fresco e uma autêntica inovação numa ilha muito verde, mas com poucas ofertas green. Desde 2006 que se apresenta como sítio obrigatório para vegetarianos e vegan que passem por lá. Atualmente, servem apenas jantares, mas com um horário alargado. A ementa é tão apelativa que o difícil é escolher. Guarde barriga porque o maior sucesso é o segredo de chocolate…

9. Museu Café, Madeira

Alerta spoiler: o risotto do Museu Café é de beterraba e o empratamento é tão instagramávelque vai ponderar nem o degustar, de tão bonito que é. Neste restaurante madeirense, vale a pena experimentar este e outros pratos. Há muitos aperitivos para partilhar, com opções de sobra para vegans e vegetarianos. A carta inclui também várias opções, doces ou salgadas, para refeições mais leves. Uma lufada de ar fresco na Pérola do Atlântico.

10. daTerra

Há, atualmente, 14 restaurantes daTerra espalhados pelo país, pelo que não é difícil encontrar opções saudáveis e vegan. Com produtos vindos da terra e biológicos, a marca une uma decoração moderna e cosmopolita às raízes da alimentação. Mesmo na azáfama de um dia de compras, num shopping, a solução para uma refeição completa e saudável pode vir daTerra!