Este site usa cookies para melhorar a experiência. Ao navegar no site está a concordar com o seu uso. Saiba mais sobre os Termos de Utilização.

by  Zentiva
Três dicas para manter o coração saudável Três dicas para manter o coração saudável
Proteger

Três dicas para manter o coração saudável

Há gestos diários que podem proteger o coração e o sistema vascular para toda a vida. Sabe quais são?

As doenças cardiovasculares podem ser largamente prevenidas se adotar uma alimentação e um estilo de vida saudáveis. Ser fisicamente mais ativo, ter uma alimentação variada e equilibrada, dizer não ao tabaco e evitar o consumo abusivo de álcool são os princípios que a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam para ter um coração mais saudável. 

A OMS deixa ainda o alerta: “Não sabemos qual o curso da pandemia no futuro, mas sabemos que cuidar do coração agora é mais importante do que nunca.” Pequenas mudanças podem fazer grandes diferenças!


1. Alimentação saudável para cuidar do coração

Na alimentação, há hábitos muito simples que deve seguir – pelo menos, maioritariamente! – na rotina do dia a dia. Ao almoço e ao jantar deve incluir sempre hortícolas, com uma sopa antes das refeições principais, por exemplo. Ao longo do dia, deve consumir três peças de fruta (uma peça ao pequeno-almoço, uma ao almoço e outra ao jantar). Consuma regularmente peixe, sobretudo o peixe da costa portuguesa, rico em ácidos gordos ómega 3Reduza o consumo de sal. Para dar sabor à comida, procure substituir o sal por ervas aromáticas

Da próxima vez que fizer compras, tenha especial atenção aos rótulos dos alimentos! Deve optar por alimentos e bebidas com nutrientes maioritariamente na categoria verde. Modere o consumo dos que têm um ou mais nutrientes na categoria amarela e evite os que apresentam um ou mais nutrientes na categoria vermelha. Se o rótulo não apresenta esta descodificação por cores, consulte o descodificador de rótulos da DGS. Compare a informação que consta no rótulo do alimento ou bebida (por 100 g ou 100 ml) e a informação do cartão do descodificador (gordura, gordura saturada, açúcares e sal).


2. Exercício físico “dos 8 aos 80”

Não literalmente! O que queremos deixar bem salientado é que o exercício físico deve ser uma regularidade na vida de qualquer pessoa, independentemente da idade. De jovens a seniores, pratique exercício físico. Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois em cada três portugueses são sedentários e 67% da população pratica menos de uma hora e meia de atividade física ao longe da semana! Está cientificamente provado que a atividade física reduz o risco de ataques cardíacos em mais de 30%, por isso, use o coração para prevenir as doenças cardiovasculares. Dedique uns minutos do dia – pelo menos, 30 minutos! – a pôr o coração em forma. Faça-o com caminhadas, corridas ou outras atividades desportivas.


3. Tabaco, não!

Segundo a Federação Mundial do Coração, o tabaco é responsável por 20% das mortes por doença cardíaca coronária. Mas sabia que bastam dois anos sem fumar para o risco de doença cardíaca coronário ser reduzido substancialmente? E que em 15 anos, o risco de doenças cardiovasculares volta ao de um não fumador? Para a Fundação Portuguesa de Cardiologia, dizer não ao tabaco é um dos melhores gestos que pode fazer para melhorar a saúde do coração. Fica também o alerta para os fumadores passivos: a exposição ao fumo passivo é uma causa de doenças cardíacas nos não fumadores! Se disser não ao tabaco, não está a melhorar apenas a sua saúde mas também a saúde daqueles que estão ao redor. Atenção: procure sempre aconselhamento profissional para deixar de fumar. 

As doenças cardiovasculares são a causa número um de mortes no planeta. Há várias causas: fumadores, diabetes, hipertensão e obesidade, poluição do ar ou condições raras e negligenciadas, como chagas ou amiloide cardíaca. A OMS chama a atenção para a importância da medicação acessível – aspirina, estatinas e outros medicamentos para a pressão arterial – na gestão das doenças cardiovasculares.

Ver Fontes (6)
Vídeo

Inovação e desenvolvimento

São palavras com muito significado para quem trabalha na Zentiva.

É nos laboratórios dos Medicamentos Genéricos que se desenvolvem novos produtos e onde os obstáculos se tornam em oportunidades. Criar um medicamento genérico é muito mais do que fazer uma cópia de um medicamento que já existe. Equipas multidisciplinares e de todos os cantos do mundo trabalham em conjunto para fazer a diferença na vida de muitas pessoas.